segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Um dia diferente - A Pêra Rocha

Um dia dedicado a coisas novas, recebi um convite na Quinta-Feira dia 20/8 do nosso amigo e atleta José Pereira para me juntar à sua equipa de fim de Semana para apanhar PÊRA ROCHA na sua propriedade ali perto do Cadaval, nem exitei pois já me tinha comprometido em tempos e nunca tinha conseguido acertar com a data das colheitas nos anos anteriores. Desta vez deu tudo certo ele ligou e 2 dias depois lá estava eu logo bem cedinho, ás 8h. da manhã como mandam os bons custumes.
Confeço que desconhecia por completo como se apanham pêras, mas aquilo tem a sua técnica pois se fossem mal apanhadas elas sofreriam logo ali uma pequena desvalorização, pelo que havia que ter todo o cuidado para que a apanha decorresse dentro da melhor qualidade.
Esteve um dia muito bonito mas com algum calor, no tempo e na companhia, pois todos os companheiros presentes eram amigos e também atletas o que motivou uma excelente jornada de convívio que faço questão de repetir em próximas ocasiões.
Para além de um excelente almoço oferecido aos presentes nesta jornada, fomos ainda obsequiados no final do dia com um excelente grelhado de entremeada e de febras, acompanhado de um bom lote de vinho dali da propriedade. Antes de vir embora ainda podemos fazer uma visita ao pereiral e colher uma boa quantidade daquela pêra que irá acompanhar-nos nas próximas semanas à nossa mesa. É uma ocasião única, porque aquela pêra não chega ás nossas mesas, porque toda a produção daquela pêra, e daquela região, vai toda para Exportação. Aquela que comemos aqui e que se vende nos Supermercados não tem nada a ver com aquilo que vai para fora das fronteiras, é refugo e de má qualidade, é a verdade e lamento estar a dizê-lo. Assim, os produtores vêm-se recompensados com recurso à Exportação, por aqui os consumidores pagam caro aquilo que não presta, e mesmo assim, com os intermediários a "comerem" a maior fatia deixando aos produtores algumas miseráveis migalhas. Estas idas ao campo ensina-nos muitas coisas, se puderem eu recomendo.
Até aos Trilhos de Monsanto

3 comentários:

Carlos Lopes disse...

Um fim de semana sempre diferente

luis mota disse...

Olá Amigo!
Destas corridas de quintal gosto eu!
Na Batalha também comprei “pêra rocha” ao produtor, uma maravilha de fruta.
Cumprimentos para todos,
Luís Mota

António Almeida disse...

Amigo Joaquim
que belo dia, continuação desses e de outros.
Uns bons Trilhos de Monsanto.
Abraço.