segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Maratona do Porto 2014

Com a Maratona do Porto assinalei a presença em 17 maratonas de estrada realizadas durante a minha vida de corredor a pé (26 anos), 13 das quais realizadas nos últimos 5 anos. Foi também nestes últimos 5 anos que me aproximei mais das provas trail realizadas um pouco por todo o país em desfavor das provas de estrada, contudo ainda conservo algumas como referência e que procuro nunca faltar, estão neste caso a corrida da Liberdade, o 1º de Maio, Corrida da Festa do Avante, S. João das Lampas e a Maratona do Porto, invariavelmente farei outras cujo objectivo é rolar na estrada com vista à realização das referidas provas.
A Maratona do Porto já vai na sua 11ª Edição, nas 5 últimas estive sempre presente, acumulava
com a de Lisboa, mas nos 2 últimos anos desisti de Lisboa com muita pena, o novo rumo organizativo que ela levou ainda não me cativou, com a agravante de a sua antecipação para os primeiros dias de Outubro ter vindo colidir com uma prova de trail que faz parte quase obrigatória das minhas preferências, a Serra D`Arga.
A Maratona do Porto para mim este ano teve mais uma vez o condão de a ver crescer, é uma satisfação enorme ver-me e encontra-me no meio daquela imensa multidão de atletas e de gente que ali vai à procura da sua identidade física e desportiva e na busca constante da sua superação. Não esperava já encontrar tanta disponibilidade de pessoas para enfrentar esta distância da Maratona, creio que este incremento muito se fica a dever à diversificação da corrida entre nós e que se desenvolve também no
estrangeiro com forte adesão popular como por exemplo as provas de Trail e Ultra Trail. É aqui que se ganha e garante a força e resistência necessitaria capaz de convencer qualquer um a tentar realizar mais tarde o sonho de todos os corredores, a Maratona de estrada. Depois cabe a cada organizador de maratonas convencer os potenciais aderentes e aqueles que ainda indecisos acabam por se dicidir. Neste particular a Maratona do Porto oferece as condições excepcionais para quem gosta de correr esta distância: organização, apoio aos atletas, diversão, respeito, carinho, segurança e tudo o mais que prende um atleta ano após ano, para o atleta estes são as condições ideais para se sentir bem e voltar sempre. 
A Runporto  merece pois todo o sucesso conseguido com muito trabalho ano após ano e isso como é notório tem sido premiado com a presença maciça de milhares de atletas em todas as suas realizações desportivas, nomeadamente a Maratona, é por isso que todos os que têm contribuído para o seu crescimento sonham fazer dela uma das maiores da Europa, o Porto tem todas as condições para que isso aconteça, oxalá nunca falte a força e a ambição àquele punhado de gente chefiada pelo Jorge Teixeira para que tal aconteça, por mim enquanto puder estarei lá.
Particularmente esta maratona pouco difere das anteriores, a meia dúzia de provas de estrada que faço por ano não me dão "estaleca" para sonhar com grandes resultados, depois os treinos normais que faço não passam pelo asfalto mas sim por terra batida em trilhos ou estradões, valem-me as provas mais longas que faço na montanha ou em trails longos de menor dificuldade, e claro, os resultados  traduzem depois essa realidade. As 4,46h que precisei este ano para percorrer a Maratona excedeu em apenas 1 minuto a marca do ano passado, tenho pois de concluir que foi muito positivo este desempenho. As dificuldades sentidas são as de um corredor normal, a primeira metade da prova com algum à
vontade e a segunda parte muito sofrível, neste caso uma dor muscular foi sempre a incomodar-me a partir do meio da prova, um brufene ajudou a minorar a dor e permitir que mais uma vez conseguisse atravessar aquele risco mágico de tão significado para todos os maratonistas.

5 comentários:

JoaoLima disse...

Muitos parabéns pela 17ª Maratona!

Um abraço

Jorge Branco disse...

Parabéns grande campeão mas faltaram os bastões no equipamento! (estou a brincar consigo hi hi hii hi).
Forte abraço.

j. Costa disse...

Parabens ...17 maratonas não é para qualquer um!abraço

Isa disse...

17ª maratona? Espectáculo amigo Joaquim.
Muitos parabéns e que continue a correr assim por muitos e bons anos.
Um beijinho

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Mais uma a somar! Parabéns Adelino! E sim, para tempos, o treino tem de ser específico e sabemos que o Adelino é um Homem da Montanha e de muitos kms em terreno bem agreste!
Beijinhos e até uma próxima