domingo, 22 de maio de 2011

Grande Prémio de Atletismo de Bucelas

Continuando a fazer aquilo que de momento me está reservado aos domingos ou fins de Semana no plano desportivo fui até Bucelas acompanhar o meu filho Hugo que foi participar em mais um Grande Prémio de Atletismo da A. R. de Vila de Rei.
Ao contrário do que é habitual quer o Secretariado quer o local de partidas e chegadas mudou-se para o centro de Bucelas. Foi uma feliz decisão e assim aquela Vila de Bucelas viu-se de repente envolvida por centenas de atletas que deram brilho ás suas ruas com um movimento constante de corridas nas suas principais artérias. Ganharam todos: a divulgação do Desporto e do Atletismo em particular, a animação decorrente do convívio entre todos os participantes e também o próprio comércio local sorriu com a oferta de um pouco de desafogo numa altura em que a crise os afecta, tal como a toda a sociedade portuguesa.
Contudo, a melhoria desta visibilidade da Corrida de Vila de Rei deslocada para o Centro de Bucelas arrasta consigo perigos diversos para os atletas e corredores: As partidas, chegadas e durante as corridas o trânsito processou-se normalmente, aqui e ali a GNR procurou sempre dar a melhor segurança para que nada de grave acontecesse e felizmente assim aconteceu, mas arrepia ver os atletas misturados no meio de automóveis enquanto corriam sem que fossem impedidos de o fazer. Este será um eterno problema para resolver já que não existem alternativas para o trânsito devido ao eixo rodoviário  existente naquele local, contudo é indespensável que se estudem alternativas enquanto decorrerem as diversas provas do calendário estabelecido, tais como: corte temporal enquanto decorre cada prova, aviso aos habituais automobilistas que por ali passam para não o fazeram nesta manhã desportiva ou passagem exclusiva e à vez pelo interior da Vila deixando a parte Central livre para o desenrolar das provas desportivas.
De lamentar também o erro no traçado da prova principal onde os atletas acabaram por percorrer menos 850 metros do que o previsto (10.000 m.) devido a uma incorreta trajectória da viatura que seguia na frente da corrida. Existiu frustação de alguns atletas que pretendiam testar o seu estado actual naquela distância tanto mais que a distância estava certificada pelos serviços da  Federação de Atletismo. Imperou a boa compreensão de todos para com a Organização para esta anomalia que sendo na estrada é sempre possível de acontecer.
Voltei a encontrar muitos amigos e fiquei satisfeito por voltar a visitar um local que me deixou gratas recordações quando jogava futebol, precisamente o campo do Bucelense onde à precisamente 45 anos ali joguei pela equipa da minha terra, Santa Iriense, e perdi naquele jogo o acesso à 1ª Divisão Destrital de Júniores.
Venceu a prova principal o José Gaspar com pouco menos de 30 minutos. O Hugo também fez um excelente registo, 34,36 m.
Aproveitei e tirei algumas fotos que podem ser vista no link que abaixo publico.
Fotos G.P.de Bucelas

4 comentários:

Mário Lima disse...

Joaquim

Parabéns ao Hugo pelo resultado alcançado.

Mudou-se o cenário mas o perigo duplicou. Se a prova passou para o centro de Bucelas deveriam acautelar para que o acidente não possa acontecer.

As cautelas tomam-se depois de haver o acidente. Já nada me admira!

Domingo estarei «Entre Serra e Mar» e depois o cozido no tal local.

A 'culpa' é tua!

:)))

Abraços!

Hugo Adelino disse...

Olá, pai!
Estiveste presente e eu agradeço.
Certamente, para mim foi muito importante, mas só fico plenamente satisfeito quando te ver regressar a esta "rotina"...espero para muito breve.
Beijinhos!

Vitor Veloso disse...

Olá Joaquim,
Como tem estado impedido de correr de lamentar, mas não impedido de acompanhar de efectuar uma crónica, não faltando a sessão fotográfica “Pára que não pára”.
Espero que volte rápido, mas bem!
Abraço ao Hugo pela participação.
Grande abraço Joaquim
Ate um dia destes

Anónimo disse...

Olá Adelino,

É preciso é calma. Já não falta muito para andares lá no meio (ou no fim, o que é preciso é andar lá!).
Em 10-6-2005 participei na 6ª Corrida de vila de Rei, também nesse dia houve alteração no percurso. Nessa altura estava a valer 40’/41’ aos dez e nessa corrida fiz em cima dos 38’, logo percebi que aqueles “10” estavam mal medidos. Porém, ainda assim, por via das dúvidas dirigi-me a um elemento da organização e prontamente fui informado que foi a GNR que, por questões de segurança rodoviária, solicitou alteração ao percurso no largo principal de Bucelas e assim ficou amputada numas centenas de metros…

Adelino, rápidas melhoras!

Um grande e forte Abraço!

Orlando Duarte