segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

27ª Maratona de Sevilha, 13 de Fevereiro de 2011

Sevilha 2011 e a 10ª Maratona já está feita. É talvez das mais planas e "fáceis" de fazer, mas onde tarda em aparecer um tempo canhão para o vencedor, desta vez foi dentro da casa dos 2, 09h, tendo como vencedor mais uma vez um atleta do Quénia.
3.800 atletas cortaram a meta nesta Maratona, o que dá uma imagem excelente de vitalidade desta prova, com tendência para continuar a crescer fruto da excelência da sua organização e do apoio que os atletas constantemente recebem durante todo o evento, de Sábado até à sua conclusão no Domingo.
Este ano voltei lá, desta vez acompanhado pelo meu colega de Equipa Joaquim Gomes, apadrinhei a sua estreia na Maratona num acto que é de louvar, e a dizer a quem ainda anda exitante que nunca é tarde, nem cedo, para enfrentar a prova rainha da estrada que é a Maratona. Ele foi lá sem receios e intelegentemente fez uma prova espectacular, treinou e delineou a sua estratégia, o resto foram os conselhos que recebeu de amigos, a sua já madura idade (63 anos) aliado também à sua experiência como corredor já com algum passado ajudaram bastante.
Este início de Ano para mim tem sido passado com alguma torbulência em termos de saúde, situação que tenho ultrapassado com alguma dificuldade, contudo na hora de partir para as provas que fazem parte do calendário tenho-me apresentado ás vezes não nas melhores condições mas o suficiente para salvaguardar qualquer recaída menos agradável.
A Maratona de Sevilha foi feita sem qualquer treino específico para ela, valendo-me algumas provas recentemente realizadas para dar alguns kms e também um pouco de força.
Quando parti sabia que aquilo mais cedo ou mais tarde ia ser doloroso e não me enganei, aos 10kms ia com 56m tendo atingido metade da prova com duas horas, aqui já era notório para mim que a segunda metade da Maratona iria ser de grande sacrifício, reduzi o ritmo por incapacidade de prosseguir da mesma forma. Aos 26 kms sou ultrapassado pelo meu colega de equipa Joaquim Gomes, nestes últimos 5kms tinha já recuperado os 3m que tinha de atraso em relação a meio da prova, chegou e seguiu, passado pouco tempo perdi-o de vista, como ainda faltava muito tempo alertei-o para isso mas ele respondeu-me que se sentia bem e prosseguiu.
Aproveitando todos os abastecimentos (a cada 2,5kms) prossegui cada vez com mais dificuldades, aos 30 kms tomo o 2º Gel que levava, aproveito para andar um pouco enquanto me hidratava (gesto que fiz 6 vezes ao longo da prova e sempre junto aos abastecimentos), isto permitiu-me recuperar um pouco as forças e enfrentar os kms que se seguiam. A partir dos 35 kms apesar das minhas dificuldades fui ultrapassando sempre muitos atletas que em princípio já estariam bem piores do que eu, uns andavam e outros seguiam já numa marcha muito lenta. Aos 38 kms sou ultrapassado por um atleta marchador, que até nem era de grande valia, mas o suficiente para ter juizo e não me meter atrás dele.
Ao chegar aos 40kms apercebo-me que tinha esgotado o tempo que fizera no ano antarior nesta Maratona, estava com 3,57h e ainda faltavam 2kms, tomo mais um Gel e ando para aí mais uns 100m e volto a partir, agora cada vez mais lento, mas sentia ao mesmo tempo uma satisfação enorme pois já ladeava o Estádio Olímpico e abeirava-me a pouco e pouco da entrada que dava acesso à pista onde terminaria mais esta Maratona.
Terminei com 4,13,25h, (16 minutos nos útimos 2,200 km !!!!!) e mais 16 m que no ano anterior.
Na zona mista ainda lá estava o Joaquim Gomes, assim que o vi concluí logo que aquilo tinha corrido bem para ele e dei-lhe um abraço que ele me pediu já bastante emocionado por ter concluído, e bem, a sua primeira Maratona, em 4,01h.
O suor e a expressão do desgaste também me ajudaram a esconder a minha emoção por ainda conseguir concluir tamanho desafio.
A dureza da Maratona e tudo o que nós vivemos e sofremos para a concluir é um fascínio tremendo que nos conduz por fases que jamais imaginamos suportar, é por isso que ela é mágica e a transformei na minha prova favorita, enquanto for capaz.
Terminei os 42,470kms em 4, 13,28h, à média de 5,58m por km. (Já ando perto dos 6m/km)
Direi que o resto que rodeou a prova e este Fim de Semana foi fantástico. Se puder para o Ano vou voltar.



19 comentários:

luis mota disse...

Amigo Joaquim
Muitos parabéns por mais um desafio ultrapassado com bravura.
A Maratona é sem dúvida a prova de eleição. Só quem a corre é que pode sentir a forma como o descreve.
Após a ter terminado fui para a bancada, para o meio do público, assistir e sentir a emoção dos que a terminavam, MARAVILHOSO!
Aproveito para felicitar toda a comitiva que participou,
Luís Mota

António Almeida disse...

Companheiro
foi um regresso feliz a Sevilha, também para mim a Maratona é prova.
Ontem foi um dia de grandes maratonas para muitso dos tugas que lá estiveram, pena a sua não ter corrido como esperava mas o que conta é que a partir de agora não vão chegar os dedos das duas mãos para as contar.
Muitos parabéns também para o Joaquim Gomes que bem os merece, Vale de Silêncio em grande.
Abraço.

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Parabéns pela 10ª! E é isso mesmo como diz: enquanto puder, faça! E o Joaquim com mais ou menos dificuldade, está lá e corre os 42195 metros! Maravilha!

Um beijinho e até um dia destes
Ana

Fernando Andrade. disse...

Grande e Bravo Adelino !
Partilho da tua satisfação neste fim de semana, tanto do convívio como da aventura, como dos momentos difíceis que tivemos de ultrapassar, para termos o grande prémio de passar por baixo daquele relógio que ia mostrando a todos, há quanto tempo andávamos a correr.
É claro que, se ontem já diziamos mal da vida porque aquilo nunca mais acabava, hoje já estamos ansiosos para que venha outra.
Grande abraço.

Filipe Fidalgo disse...

Amigo, Adelino.
É nestas alturas, que fico sem palavras para lhe transmitir a enorme satisfação de vê-lo concluir mais uma maratona, vibrando emocionalmente com um feito que só os maratonistas sabem o verdadeiro significado.
Muitos Parabéns companheiro.

Um grande abraço.

Mário Gomes disse...

Parabens pela a 10º Maratona, assim como pela 1º do Joaquim Gomes!
Nunca é tarde para se fazer a primeira. Um abraço para o Joaquim.
Boa recuperação!

Um abraço,
MG

José Xavier disse...

Caro Joaquim Adelino;

Apesar do relato sofrido dos últimos kilómetros, é bom sentir que "Se puder para o ano".... está lá de novo.
Esse espirito desportivo é muito bom e é um grande exemplo para muitos.

Já me está a ganhar 10 a 0 !!!

Um abraço amigo
dos Xavier's

Novais disse...

Parabens amigo Adelino,
por mais uma maratona concluida.
Pela dificuldade que é correr uma maratona e não estando nas melhores condições de preparação e de treino é e será sempre uma proeza de registo e de uma emoção tremenda.
Haja saúde para concluir outras tantas.
parabens e um Abraço.

Vitor Veloso disse...

Adelino,
Muitos parabéns por mais uma Maratona concluída, e pela 10ª em que participa.
Ao ler fica-me a saudade de percorrer tal distancia, só fiz duas mas fiquei fascinado e com saudades, ainda não tenho planos para quando será a terceira...
Não posso ir a Alavados nem ao Sicó, estou a trabalhar nesses dias!!!
Ate breve
Boa recuperação
Abraço

Mário Lima disse...

Joaquim

E de repente saltaste de 4 (ou seriam 3?) Maratonas que tinhas feito até ao ano passado para 10. Como se estivesses todos esses anos à espera que um dia o tempo te desse para tudo. É que não são só maratonas, são trilhos de quilometragem elevada (falta vingarmos a Geira e acabares a Freita), são 43 km de areia na UMA, são viagens, é desgaste constante e tu sempre a dar-lhe.

Fazes agora 6'/km, para quem como tu corre e pouco descansa, fazeres nesse tempo já é uma vitória.

Mais uma já canta, agora outros desafios e como não Páras lá irás para os 40 km do Trail Castelejo de Alvados.

Que os deuses te acompanhem.

Abraços

Carlos Lopes disse...

Olá Joaquim

Apesar de algumas barreiras, deixo os meus parabéns por mais esta maratona.

.JOSÉ LOPES disse...

Parabéns Joaquim Adelino pela 10º Maratona ( não contando com todos os trails de 30 e mais kms em que participou)

Continue com essa força para enfrentar os desafios que vão surgindo.

com os cumps
J.Lopes

BritoRunner disse...

Olá Adelino

10 já estão. Grande exemplo de determinação.
A Maratona é realmente uma prova fantástica, só que já teve o previlégio de a correr sabe do que estamos a falar, e não são muitos os que já passaram pela experiência.

Parabéns Adelino e quero apresentar as minhas desculpas por ultimamente não ter comentado as provas em que participa, mas podes crer que não há semana em que eu não passe aqui pelo "Pára que não Pára" para saber das novidades

ana paula pinto disse...

Olá amigo Adelino

Parabéns!
Grande prestação!

Como é, já "somos" avô?

beijinhos

joaquim adelino disse...

Carlos, barreiras?????
Não consigo conviver com isso, podes concretizar?

joaquim adelino disse...

Amiga Ana, sim, já temos mais um Netinho, nasceu a 28/1.
Correu tuno normal, dentro em pouco a Susana está de volta.
Beijinho

Hugo Adelino disse...

Olá, pai!
Parabéns por mais uma maratona nessa aventura além fronteiras.
É só somar... agora qual se segue ?!!!

Acho que não poderias ter encontrado melhor titulo para o teu blogue...eheh!

Envio também os parabéns para o amigo Joaquim Gomes.
Bjs.

Luis Parro disse...

Amigo Adelino, Parabéns pela 10ª Prova Rainha concluida com Muita Qualidade!!!!
Belissimo relato que adorei ler, fez-me voltar a Sevilha!!!
Bons Treinos e Melhores Provas
Luis Parro

Antonio Gasparinho disse...

boas, adelino
já deve estar farte de ler parabens, ou outras palavras de incentivo, mas o que é certo é que as merece assim como todos os que andam nestas andanças... Mas com a sua idade ainda ter capacidade fisica/mental para ainda fazer aquilo que faz e da forma que o faz é de facto brilhante!!
Espero eu mesmo se lá chegar ter esse espirito, essa vontade, essa garra, força amigo e votos de que tudo continue a correr pelo melhor...