segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Grande Prémio da Mendiga. 2011

Entre 3 provas que este fim de Semana se realizaram e que eu gostaria de ter participado,  (Ultra Trail de Barcelos, Corrida da Arrábida e Grande Prémio da Mendida) optei pela última por diversas razões, a 1ª por ser de estrada, não porque goste de estrada mas sim porque na próxima Semana vou participar na Maratona de Lisboa, a 2ª porque gosto muito daquela prova e pela envolvência que ela contem, nomeadamente o convívio final traduzido no almoço fornecido pela organização e servido num vasto pavilhão onde se concentram mais de trezentas pessoas.
Numa comitiva de atletas de 10 Amigos do Vale do Silêncio onde alguns eram estreantes a satisfação era geral por tudo o que foram encontrar, para mim foi um reencontrar de coisas já vividas em anos anteriores deixando-me sempre no final a vontade de voltar, de ano para ano.
E não se pense que aquilo é uma prova fácil de percorrer, quase metade da prova é em subida, ligeira é certo, mas que deixa marcas no final até se iniciar o retorno e que se pagam caras quando a partir dos 12kms enfrentamos a subida final de quase 2kms, ela é muito acessível mas castiga bastante. Foi neste cenário em que participei mais uma vez, já lhe perdi o conto, parti com o pensamento de não forçar, (tanto mais que o Garmin me estava a indicar que o ritmo cardíaco estava elevado durante o aquecimento lento que estava a fazer, baixando bruscamente logo que parava, aliás, eu nunca me dei bem com isto da banda cardíaca, talvez a razão esteja no facto de eu ter implantado há cerca de 3 anos um Pacemaker para estabelizar, por baixo, o ritmo cardíaco), ainda assim fui em ritmos acima daquilo que devia até pelos menos da prova (8kms) onde tivemos de enfrentar duas subidas bem prolongadas, no regresso à Mendiga sem me dar conta mantive o mesmo ritmo de andamento e concuí com apena mais um segundo na 2ª metade da prova.
No final registei 1,28,15h. para os 16,160kms com um ritmo médio de 5,25m. . (Em 2010 tinha feito 1,35,28kms e ritmo médio de 5,54m.)
Faltam agora 6 dias para a Maratona de Lisboa, o Ano passado fiz lá 4,07h, este ano já ficaria satisfeito com a marca realizada no Porto há 3 semanas atrás de 4,14h, contudo e como tem sido habitual vou partir sem ambições de qualquer espécie, depois e durante a corrida é que verei o que pode acontecer até ao final, como vai ser a 12ª Maratona aquilo que já se aprendeu servirá para me guiar durante toda a corrida e terminar sem grandes aflições, penso eu claro está.
Classificações e notícias

Amigos do Vale do Silêncio

4 comentários:

JoaoLima disse...

Boa sorte para a Maratona. Força!

luis mota disse...

Olá Joaquim!
Essa é uma prova pela qual tenho um carinho especial e de presença obrigatória.
Era para estar presente mas a paixão pela longa distância falou mais alto.
Aproveito para felicitar a restante comitiva e desejar-lhe uma boa semana de aproximação à Maratona.
Luís Mota

José Xavier disse...

Olá joaquim Adelino;

Isto está-se mesmo a ver que a maratona de lisboa, vai "ser canja"!!!
Parabéns por esta prova, e desejamos-lhe sucesso para a maratona.

Eu cá, fico sempre atráz dos Quenianos....!!

Um abraço amigo
dos Xavier's

bluewater68 disse...

Os meus votos de uma boa prova na maratona. Com 11 maratonas no curriculum não será por falta de experiência que o esforço possa ser mal gerido. Força nisso, que esses 4:07:00 serão batidos.
Cumprimentos