segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Meia Maratona da Moita, 9 de Outubro de 2011

De princípio ao fim com a Ana Pereira. Que companhia!!!!!
Meia Maratona da Moita, também já lhe perdi o conto de quantas vezes já por ali fiz visita nesta magnífica corrida, tudo já "mecanizado" apenas alguns ajustes de organização até há hora da partida, disciplina na separação dos participantes nas duas provas e ás 10,30h. deu-se a ordem de saída para mais uma Edição da prova, com calma e sem stress, pelo menos foi assim que eu a vivi até ali.
Depois foi desfrutar o excelente traçado da prova e a manhã bem soalheira que estava, quando parti estava muito bem acompanhado de amigos do meu Clube, Vale do Silêncio, tão lentos como eu como já vem sendo hábito (Trindade, Emílio e P.Portugal), na nossa companhia seguia a Ana Pereira (para alguns a "Maria sem Frio"), mas aos poucos e quando seguíamos a um ritmo bem controlado na casa dos 5,45m. fiquei isolado apenas com a Ana, e era aquele ritmo bem solto que nos agradava e sabia que era capaz de o manter até final, para isso contei com a excelente ajuda da Ana, que por sua vez também se sentia bem confortável com aquele andamento. Recordo-me ainda da Meia Maratona de S. João das Lampas, em Setembro (2,10h.), em que não consegui fazer aquilo que agora me pareceu mais fácil.

P.Portugal, Emílio,Trindade,Avelino.Marco,Filipe, eu e Ana.

Consegui também aquilo que pretendia, recuperar da estafa que foi a prova do Alqueva da Semana passada e começar a preparar aquela que em termos imediatos me preocupa mais, a Maratona de Trail na Serra Dárga no próximo dia 23 de Outubro no Minho.
Na prova de hoje como não estava tanto calor como se previa, ainda assim bastante quente em locais mais abrigados e com uma ligeira brisa bem fresquinha sempre que nos aparecia alguma sombra mais acolhedora e extensiva, foi possível enfrentar os 21 kms sempre a um ritmo constante, mesmo quando o percurso começou a empinar um pouco entre os 18 e os 19,5kms, levava a companhia da Ana que de vez em quando ia lá à frente e ajudava a que o andamento se mantivesse sempre bem vivo, para nós está claro de ver. Ainda pensei ser possível (aos 15 kms e sem dizer nada à minha companhia) entrar nas exactas duas horas de prova, falhámos por escassos 3 segundos o minuto zero e nem aquele "rapidíssimo" km 20 (5,04m) foi suficiente para esse objectivo.
No final tínhamos: no meu Garmin, distância: 21,280kms, tempo gasto: 2,01.h.
Classificações aqui
Fotos A.M.M.A.
Fotos de Carlos Lopes

5 comentários:

Jorge Branco disse...

Uma excelente prova de uma dupla de luxo: dois dos mais notáveis membros da blogosfera corredora e seres humanos solidários e fraternos como, infelizmente, existem poucos.
Um abraço aos dois.

Carlos Alexandre disse...

Parabéns Joaquim

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Olá Joaquim! Eu acho que não ajudei nada... mas deve ser a minha mania de me auto desvalorizar...

Eu só sei que os quilómetros foram passando de forma muito fácil e rápida! (por rápido entenda-se aqui, a facilidade com que ainda agora estávamos no 15 por exemplo, e sem darmos por eles, logo havia a marcação do 16). Não que as pernas e o corpo não sentissem, mas mesmo em esforço, a agradável companhia e a conversa, quer entre nós quer com este e aquele que íamos encontrando e deixando para trás, foi-nos levando metro a metro, km a km, com alguma ligeireza (a nossa) até à meta!

Pois eu gostei muitíssimo desta Meia, e para isso contribuiu decisivamente a companhia do Adelino! O Adelino, que tinha e TEM pernas para fazer outros tantos kms, que aqui a Maria, poucos mais faria...

Continuação dessa forma Adelino, e muitos e bons treinos por essas serras e vales.

Beijinhos
Ana Pereira

Mário Lima disse...

Joaquim

Mais uma prova, agora em estrada, um Joaquim todo-o-terreno.

:)

Agora que estás nos 'trinques' lá virão as serras, as Maratonas e lá irás fazendo aquilo que gostas.. Correr!

Abraços!

João Paulo Meixedo disse...

quilómetros em cima de quilómetros, não sei como é possível tanta pedalada. A Arga é que vai ser, caro amigo. Pena é que entretanto a parte mais bela da Serra ardeu na passada semana ...
Aquele abraço.