segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Meia Maratona Vasco da Gama, 26/9/2011

Como observador, foi assim que presenciei hoje a Meia Maratona Vasco da Gama. E é pena pois bem gostaria de a fazer mas meti no meu pensamento que só a faria se o percurso da prova atravessase toda a ponte Vasco da Gama desde as portagens. Não sei as razões que levam a Organização a optar por este modelo e contemplar apenas os 3 últimos kms da Ponte, como sou só eu a fazer o reparo aceito que razões devem haver para que assim seja. Pelo que vi ao vivo achei aquela mola humana espectacular de milhares de atletas, com destaque mais uma vez para os atletas africanos que neste tipo de corridas deixam a pele na estrada na busca dos melhores prémios em disputa. Ulguns portugueses ainda conseguiram intrometer-se nesta luta conseguindo minorar o forte poderio estrangeiro que nos visita sempre aquando da realização das grandes meias maratonas de Lisboa.
Esta criança estendeu a mão tempo sem fim, muitos agradeceram.
Andei por ali, treinei um pouco, muito pouco, vi muitos amigos e tirei muitas fotos que podem ser vistas no link abaixo (se tiverem paciência). Algumas fotos muito ampliadas perdem qualidade. 
Domingo que vem já vai ser mais a sério, de Alqueva a Portel de Camel Back ás costas serão pelo menos 4,30h. a palmilhar aqueles terrenos ora junto à Barragem ora pelos terrenos agrestes do interior alentejano onde seremos apenas nós e a Naturesa num frente a frente em que espero que nehuma das partes saia derrotada, eu que sobreviva áquilo e a naturesa que me ofereça o que de melhor me possa dar: tranquilidade, paz e bem estar.
Resultados
Fotos

4 comentários:

Mário Lima disse...

Olá Joaquim

Estavas quase a passar-me despercebido pois não contava ver-te ali.

Mais uma prova que digo-te francamente... Não gostei!

Depois do último autocarro sair às 9h, com aqueles milhares de pessoas ali em cima, e a partida ser dada às 10h30' é tempo a mais ali à 'seca' para se fazer somente 3 km na Ponte.

O Fernando Andrade também é da tua opinião (já não estás sozinho :) ) e penso não voltar a fazê-la. A festa é linda mas já não estou virado para festas destas.

É confusão a mais, o calor não ajudou (mas disso a organização não tem culpa) e aqueles km a 'comer' alcatrão já vi esse filme nos 20 anos que levo de corrida e fiquei com os pés cheios de bolhas. Só não desisti porque não sou de desistir mas fui a pé coxinho até ao fim.

Até para a semana em Alqueva e agora vou ver as fotos.

Abraços!

Carlos Lopes disse...

Axei estranho ve-lo ali.. fiquei com o registo

luis mota disse...

Caro Amigo
Sabia que iria estar lá, pois o Joaquim está sempre presente para motivar a rapaziada. Além disso, ainda disponibilizou uma magnífica reportagem fotográfica.
Independentemente de regras, percursos e resultados, adoro fazer parte desta moldura humana. É isso que me faz cá voltar todos os anos.
A prova está muito melhor e fiquei contente por ver muitos jovens e principalmente o elevado nº de participantes femininas. A corrida está a ganhar mais adeptos e já são muitos a correr a meia Maratona de Portugal. Um dia gostava de ver uma Maratona, em Portugal, assim!
O Joaquim, o Mário e toda a rapaziada fazem cá falta. Esta é uma grande festa!

.JOSÉ LOPES disse...

Realmente já estou como diz o Mário o Joaquim Adelino e o Fernando Andrade se esta prova começasse no inicio da Ponte no Samouco teria outro carisma, seria mais aliciante.

Com este percurso só percorremos umas das zonas mais feias da cidade Lisboa.

Boa corrida em Alqueva

(ainda descobri duas fotos minhas na sua trabalhosa reportagem fotográfica)

com os cumps
J.Lopes