sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Trail Noturno de Óbidos, 13 de Agosto de 2011

Nas muralhas doCastelo de Óbidos
Trail Noturno de Óbidos, não posso deixar passar em branco (seria a 1ª vezque não escreveria sobre uma prova) mais uma participação, a 3ª, nesta bonita prova organizada pelos amigos do Atletismo de Óbidos. Sendo totalista nesta prova, desta vez partecipei na versão mais pequena de 25 kms, não podia faltar por razões muito fortes, a amizade que tenho por aquela rapaziada que organizou a prova e também porque era o meu regresso ás competições após um interregno de 5 meses.
Tive o grato prazer de ter ali a meu lado na linha de partida mais 4 amigos do Vale do Silêncio que fizeram a sua estreia em provas de trail noturnas. A prova esteve espectacular, a noite esteve do melhor pois durante toda a prova caíu uma pequena brisa que nos manteve sempre bem frescos facilitando assim a nossa função de atletas.
No início ainda acalentei esperanças de companhia de pelo menos 2 Amigos do V.S.durante toda a prova mas um arreliador problema com a "cartucheira" obrigou-me a parar para afinar a medida da cintura, vi-os partir para não mais os agarrar, correndo a partir daí (11 kms) a sós até final da prova, embora a espaços tenha tido a companhia de outros atletas que ia apanhando mas que depressa se ficavam por se encontrarem nos limites e eu ir progredindo sempre com muitas reservas físicas, sinal de que a preparação para esta prova foi adequada e suficiente. Terminei com 3,11h. para aqueles bem acessíveis 25 kms do percurso, pese embora aquelas duas dificuldades maiores que a organização dicidiu colocar no nosso caminho que motivou algumas filas muito lentas para que os mais "medrosos" podessem passar com mais segurança, fazendo perder imenso tempo a quem seguia mais atrás.
Na parte da manhã tinha estado na apanha da Pêra Rocha no Concelho do Cadaval,mais concretamente na Sobreda, Freguesia do Peral, a "coça" já lá estava quando iniciei a prova mas nem por isso me ressenti muito, tanto assim é que no Domingo de manhã lá estava novamente no Peral para continuar a apanha da Pêra em missão de trabalho voluntário em favor do amigo José Pereira e da sua família, gente amiga e extremamente solidária que nesta altura merece que lhes dêm a mão por tudo o que têm demonstrado ao longo de uma vida de são convívio e camaradagem.
A nossa base e o pereiral em 1º plano
Hoje que está terminda a tarefa a que me propuz encontrei algum tempo para escrever uma linhas sobre o 3º Trail de Óbidos, não deixando também de saudar a Organização pela excelência da sua missão e pela forma como todo o traçado estava impecavelmente bem marcado. Todavia mesmo assim ainda ouve alguém que conseguiu realizar o "milagre" de se perder, incrível, mas só possível pela falta de experiência que por ventura possam ainda ter neste tipo de provas.
A próxima será em Vale de Barris na noite de 3 para 4 de Setembro.
A 4 de Setembro voltamos a encontrar-nos na Corrida da Festa do Avante.

9 comentários:

Jorge Branco disse...

Imensamente feliz com o regresso do amigo Joaquim Adelino as provas.
Os seus problemas de saúde começam a ser coisas do passado!
Não sou muito apologista da musica nos blogues pois o gosto musical de cada é diversificado e assim somos sempre obrigados a “alinhar pelo gosto musical do autor do blogue mas confesso que gostei imenso de ouvir aqui o Adriano Correia de Oliveira!
Grande abraço.

Mário Lima disse...

Fui correr à Costa e vejo a Umbelina e o Sobral. Pergunta imediata do Sobral. «Como está o Adelino?»

Ótimo - disse-lhe eu!

Quando os encontrar de novo vou dizer para eles lerem este teu tema. O Pára está de volta.

Se não fosse a maldita 'cartucheira' ainda me 'mordias' os calcanhares!

:)

Sê bem-vindo de novo ao teu grupo 'trailiano'!


Abraços!

José Xavier disse...

Olá Joaquim Adelino;

Parabéns pelo regresso às provas. Este ano não tivemos oportunidade de lá ir porque o calendário das férias teve outras datas.

Vamos ver se estaremos lá no próximo TNLO, e ver a sua excelente recuperação física.

Continuação de boas provas e com muita saúde.
Um abraço
dos Xaviers

JoaoLima disse...

É sempre uma alegria imensa ver alguém regressar após paragem forçada.

Um abraço

Pedro Ferreira disse...

É por essas e por outras que levo sempre a arma às costas...
Lembro-me de ler aqui a crónica do TNLO de há 2 anos. Fartei-me de rir e percebi que as corridas são feitas de preparação, coragem, mas também de muito boa disposição.
Até ao Avante!

Luis Parro disse...

Grande Adelino, é com muita felicidade que constacto a volta às lides do Pára. Boa continuação e lá nos veremos no Avante!!!!
Forte Abraço
Luis Parro

joaquim adelino disse...

Amigo Jorge, confesso que este regresso teve um significado muito grande para mim, como eu me sentia bem enquanto ia palmilhando aqueles metros de terra que iam aparecendo à minha frente. Agora é prosseguir e esquecer a fase pior que passei. Estamos de volta.
Não rejeitando totalmente o bom ouvido para a música devo dizer que esta que tenho no meu blogue escapa à censura que impuz a mim próprio na qualidade e no significado dos seus conteudos, o Adriano está entre aqueles que merece a minha simpatia, por isso ali está de forma sempre permanente a perpectuar a sua luta, o seu pensamento e a forma sempre solidária com que sempre se bateu pela dignidade e respeito pelos mais fracos e desprotegidos e também por uma vida livre e de liberdade para todos os portugueses. Ainda teve oportunidade de em vida assistir a tudo isso, pena é que os oportunistas etodos aqueles que não souberam honrar esses princípios de luta tudo fazem para que as novas gerações apaguem das suas memórias que um dia existiu um 25 de Abril que lhes trouxe novas esperanças de vida e novas oportunidades de serem diferentes onde acabasse de vez a exploração do homem pelo homem. A razão há-de um dia vencer.
Abraço caro amigo.

luis mota disse...

Caro Amigo!
Também nós já temos saudades da vossa comitiva.
Não estivemos em Óbidos mas contamos estar em SJL, até lá tudo de bom para si.
O melhor foi mesmo voltar às corridas. Agora e continuar a participar com calma, tranquilidade e muita alegria.
Cumprimentos para todos aí em casa da família Mota.

Vitor Veloso disse...

Olá Joaquim,
Já sentia a sua falta, que bom vê-lo recuperado e voltar a juntar-se a nos nas corridas e patuscadas.
Vale dos barris ainda não sei, mas Avante e Lampas encontrarmos de certeza.
Grande abraço
VV