segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Grande Prémio da Mendiga 2010


Na partida e como sempre de peito feito

Dando cumprimento ao plano de provas traçado com a devida antecedência estive hoje na Mendiga acompanhado pelo staf de apoio familiar e cada um com a sua missão, a Susana para levar o "puto" a passear, o Daniel para competir e ajudar a nossa equipa "Amigos do Vale do Silêncio" a tentar conseguir um bom lugar na classificação colectiva juntamente com o Hernâni, o João Vaz e o João Inocêncio. Eu ia na missão de participar na variante de treino mais lento para compensar algum desgaste que ainda tinha da grande jornada de S.João das Lampas, da última Sexta Feira à noite.
Para isso contei com a ajuda mais uma vez da Susan Mota desde que foi dada a ordem de partida, não se pense que foi fácil já que os primeiros 5 kms foram feitos abaixo dos 5,30m, tal como no treino noturno nesta altura já começava a dizer para os meus sapatos que aquilo ia ser tramado, valeu-nos que nesta altura da prova já se está a subir e acalmámos. Nesta altura já levávamos a companhia do António Pinho que se juntou a nós logo após a partida e ali ficou até final da prova dando mostras de grande solidariedade pelo facto de a Susan a partir dos 8kms sentir algumas dificuldaes na articulação de um joelho e também de uma canelite que de volta e meia a apoquenta. Quando já íamos de peito aberto subindo até Serro Ventoso contra uma já forte ventania levámos também com uma tremenda enchurrada que até doía, no início até soube bem mas depressa nos fartámos daquilo, tal não era a quantidade.
No retorno mantivemos sempre o ritmo por forma a que a Susan não acusasse demasiado o esforço, aqui e ali ia refrescando a parte mais desconfortável de forma a que conseguisse chegar ao final. Perto dos 15kms ainda tivemos a visita do Luís Mota e também do Daniel que solidariamente vieram ao nosso encontro logo após terem terminado a sua prova.
Concluímos os 16,180kms em 1,35,28h. (média de 5,54m por km.). Para mim foi excelente pois precisava deste treino para acalmar um pouco da loucura da noite de Sexta.
Da minha equipa destaco os 4 elementos atrás citados por terem contribuído para uma boa classificação, face à boa valia das outras equipas não conseguimos o objectivo que era ficar nas 10 primeiras e por isso merecem o meu reconhecimento pelo seu esforço e dedicação. De destacar  as excelentes classificações obtidas pelo João Vaz: 10º da Geral Individual e 1º no escalão + de 40 anos e do João Inocêncio com um honroso 19º da Geral Individual e 4º no escalão + 40 anos, arrecadando cada um 2 troféus muito bonitos. O Vaz ainda conseguiu ganhar para a bucha, mas nem por isso comeu a dobrar!!!
Após o almoço (mais uma vez esteve excelente) foi feita a distribuição dos prémios. Aqui lamentávelmente caíu a maior nódoa desta magnífica prova, revolta-me que andem aí uns Caça Dotes, que apenas se interessam de algumas provas para lá irem caçar algum dinheiro e logo que se apanham com a massa na mão se estão nas tintas para quem com tanto esforço e dedicação tudo fez para os receber bem. Que total falta de respeito de dois atletas que no panorama nacional têm (ou deviam ter) especiais responsabilidades na promoção das boas práticas como exemplo para todos os outros e fundamentalmente para quem promove os eventos e que lhes possibilitam participar, e se for o caso, ganharem o justo prémio pelo seu esforço. Infelizmente hoje o Hermano Ferreira e o António Travassos (1º e 3º da Classificação geral) estiveram francamente mal, eu diria pessimamente mal, conseguiram que a organização lhes adiantasse o prémio monetário antes da Cerimónia e abalaram sem dar cavaco a ninguém. Foi uma tristeza ver aquele pódio com aqueles lugares vazios, ver ali altas personalidades do Concelho de Porto de Mós e do Destrito de Leiria, tais como: Representante do Governo Civil, Presidente da Cãmara, Presidente da Junta de Freguesia, representante da Santa Casa da Mesiricórdia e outros que pelo seu trabalho desenvolvido em favor das populações ali estavam como convidados e que se associaram a esta manifestação desportiva dando um alto crédito pelo trabalho desenvolvido pela Colectividade local.
Não deixarei de reprovar a própria organização ou quem tomou a iniciativa de conceder os prémios conquistados pelos referidos atletas fora do protocolo estabelecido através do Regulamento, transformando aquela cerimónia de consagração dos vencedores em algo que acabou por incomodar todos os que ali estavam presentes.
Este jesto lamentável dos dois referidos atletas acabou por ser justamente censurado pela Organização da Prova ali mesmo através do microfone, o que mereceu um forte aplauso em condenação pela atitude antidesportiva, quer do Hermano, quer do Travassos.
Não posso deixar de louvar também pelo seu comportamento correcto e de grande respeito pela Organização e por todos os atletas que ali estavam presentes o Alberto Chaiça, que tendo ficado em 2º na classificação da geral ali estava no pódio e no lugar que justamente tinha conquistado, mereceria que os seus colegas o honrassem com a sua presença ali a seu lado no pódio.
Daria um conselho a estes dois atletas, não apareçam ali mais, traíram uma vez e assim evitam trair 2ª vez.
A confusão do custume na partida

A Susana no seu passeio pedestre com o "puto"

A minha chegada com a Susan e a guarda de honra

Vista geral da almoçarada, venham cá para o Ano

Esta é a parte melhor, confesso que me lembrei do Parro

E como a vida continua e se possível limpa de alguns iluminados, estaremos no próximo Domingo no Grande Prémio da Arrábida a caminho da Maratona de Lisboa.   
Fotos de Susana


8 comentários:

Vitor Veloso disse...

Olá Joaquim,

depois da "Tareia" na sexta ainda reuniu forças para ir ate a mendiga, pára que não pára, felicito pela grande prova/treino que fez.
Esteve com excelente companhia, bjs a Susana abraço ao Daniel.

Que falta de respeito e de ética para com os atletas presentes, a organização também não ficou bem na fotografia, para esses dois os €uros falaram mais alto, mas não estragaram a festa dos presentes.

Ate domingo na Arrábida.

Grande abraço e bjs
Vítor e meninas

José Xavier disse...

Olá Joaquim Adelino;

Sempre em forma, depois do treino noturno de 1/2 maratona veio mais esta prova dois dias depois!! Fantástico.

Sobre os comportamentos desses tipos é mesmo de lamentar, mas como estavam na mendiga, tiveram um comportamento de Mediocres Mendigos!!
Não é assim que se deve estar no desporto.

Um abraço
dos Xavier's

luis mota disse...

Olá Joaquim
Bela jornada na Mendiga. Foi um prazer estar na vossa companhia.
Gosto muito de ver a Susana e o Daniel, sempre prontos a ajudar e com aquela simpatia característica do casal. Desejo-lhes as maiores felicidades.
É daquelas provas que nos marcam positivamente e quero continuar a participar anualmente.
No dia anterior li várias publicações sobre as edições anteriores, o que me alegrou. Hoje estive a ver fotos das minhas participações no GP da Mendiga, tantas são as caras familiares, que voltam ano após ano, que parecem actuais.
Voltarei assim à Mendiga para correr confraternizar e recordar os bons momentos que aquela prova me possibilitou, pois foi em grande parte graças a ela que voltei à corrida.
Uma boa semana e boa prova na Arrábida,
Até à Marinha Grande,
Luís Mota

António Almeida disse...

Olá Joaquim
não "pára" mesmo, quanto ao aspecto negativo que refere nem vou comentar, já vi algumas fotos do pódio em que só aparece o Chaiça.
Até domingo.
Abraço.

Flechinhas disse...

Parabéns pela prova e pela denúncia deste tipo de situações. O nosso grupo não tinha conhecimentos deste lamentável episódio, mas fica aqui e desde já em nome de todos o mais veemente protesto.
Um abraço e espero termos oportunamente a oportunidade de nos conhecer.
Duarte Silva/Os Flechinhas

Luis Parro disse...

Amigo Adelino,
Uma Mendiga à maneira e mais uma prova concluída em grande estilo e desta vez com uma Guarda de Honra de fazer inveja. Obrigado por te lembrares de mim quando sentado à mesa, pois aí é o meu lugar preferido.
Quanto ao resto, respeito a tua indignação, mas penso que a organização também tem a sua culpa ao fazer arrastar a entrega dos prémios até aquelas horas tipo a fazer render o peixe. No fim da prova devem ser logo Honrados os vencedores e entregues os prémios e então depois venha a festa e o almoço para os "atletas do prazer da corrida", e assim evitavam este tipo de situações, até porque somos nós, os atletas do pelotão que fazemos com que estas provas de estrada existam, senão os dedos das mãos se calhar chegavam para contar os atletas em prova.
Um grande abraço
Luis Parro

Mário Lima disse...

Olá Joaquim

De noite ou de dia lá estás tu à partida.

Rimou e é verdade.

:)

Pelo teu relato da nocturna, mesmo sendo em ritmo de treino, é um percurso que deixa marcas e dois dias depois estar na Mendiga para mais 16 km de um percurso de vento e chuva, estares ali é de campeão.

Campeão não é só aquele que sobe ao pódio, é aquele que lá está.

Há quem suba aos lugares cimeiros mas na hora de da consagração já lá não está.

O ano passado passamos os três (eu, tu e o Daniel) a meta, este ano foste tu e a Susan, mas tiveram uma guarda de honra de gabarito, o Luís e o Daniel.

Como te disse, agora isto fia mais fino e só te espero encontrar no domingo da Maratona.

Até lá, boa prova na Arrábida.

Abraços

elis disse...

parabéns, joaquim adelino!!!

que beleza de prova!
adorei essa parte do almoço no final! uma boa maneira de promover o convívio entre os participantes!

realmente, a atitude desses dois corredores é extremamente antidesportiva! uma vergonha, e uma falta de respeito com a organização, com os ganhadores e com o público que ficou para prestigiar a premiação!

parabéns pelo seu feito!

abraços!

http://elismc.blogspot.com