segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Grande Prémio da Arrábida, a prova do Moscatel


Já na parte final  (foto do Mundo da Corrida)

Foi a minha estreia no Grande Prémio da Arrábida, sempre ouvi falar no tal abastecimento famoso de moscatel e resolvi partir à procura desta originalidade rara e própria da Região. Também a simpática rapaziada das Lebres do Sado justificou a minha presença ali na sua prova depois de tantas aventuras passadas em conjunto aí pelos diversos cantos do nosso país numa ajuda comum e fraternal.
A prova em si tem as suas naturais dificuldades, nomeadamente o acesso ao alto de Palmela, nada a que já não esteja habituado quando toca a subir montanhas, o problema é que sinto já uma natural fadiga, (e das grandes), que ás primeiras dificuldades tenho de meter travão e recuperar um pouco antes que rebente de vez. Foi uma prova bonita tendo passado por locais que eu não conhecia, não vou enumerar pontos negativos porque não é esse o meu princípio, pelo menos quando diz respeito ás organizações de provas, a menos que sejam tão graves e deliberados. Mas tenho que fazer uma pergunta: O que é que levou a que os 6 primeiros classificados da geral em determinada altura da corrida se tivessem enganado no percurso?
Eles desportivamente aceitaram a situação mas era de todo evitável, penso eu, pois ninguém gosta de perder, nem a feijões.
Apesar das minhas debelidades ao longo da prova em resultado dos poucos kms que a prova tinha, a exigir ritmos mais elevados a que não estou habituado, tenho a convicção de lá voltar porque a Arrábida é um local muito bonito e a Organização (Lebres do Sado) tudo têm feito para manter aquela Região na agenda dos corredores e amantes da Natureza.
Estive acompanhado de mais 4 atletas do meu Clube, Amigos do Vale do Silêncio, tendo feito a minha corrida, até onde pude na companhia do nosso Míster (e foi até ao Moscatel,claro) tendo chegado com 1,18,00h para os 12,850kms de distância.
Dia 1/12 vou até à Marinha Grande, (20 anos depois da minha melhor marca à Meia Maratona, 1,16,30h) será mais um treino para a Maratona de Domingo em Lisboa e com as devidas cautelas para que nenhum osso se aleige.

Ao longe o Míster a tentar e a conseguir a fuga

Eu, o Daniel, o Hernâni, o Fernando e o Vaz.

7 comentários:

.JOSÉ LOPES disse...

Boa tarde Joaquim

Parabéns por mais uma participação numa corrida, esta com sabor a moscatel.

A corrida do Fim da Europa é a 30 de Janeiro.
http://www.fimdaeuropa.com/
No site de inscrição(sportscience) realmente está a 23,no site da prova está a 30.

Que as próximas corridas decorram dentro do esperado.

Com os cumps
J.Lopes

Vitor Veloso disse...

Olá Joaquim,
Mais uma bela jornada na margem sul, o abastecimento de moscatel foi 5*.
Esteve bem contendo o andamento, impressionante a vontade que tem de ir á marinha grande mas percebo a importância que tem, são 20anos de ausência. Que lhe corra bem o regresso.
Em Setúbal de lamentar o que se sucedeu com o João Vaz, fica anotação para futura prova.
Ate domingo
Grande abraço e bjs
Vítor e meninas
anotação para futura prova.
Ate domingo
Grande abraço e bjs
Vitor e meninas

Leonel Neves disse...

Caro Amigo Adelino!
Tens músculos d`áço
e garra de felino,
mas atenção ao cansaço.
Gostei de as fotos.
Parabéns a todos

Carlos Lopes disse...

Olá Joaquim

Parabéns por mais esta batalha superada. Boa semana

José Xavier disse...

Olá Joaquim Adelino;

Isso com Moscatel de Setúbal é outro doping!!!
O efeito de tudo isso vai ser notado lá na Maratona de Lisboa.
Mas essa forma continua muito boa. É bom vê-lo assim.

Um abraço
dos Xavier's

Mário Lima disse...

Joaquim

Se não paras como é que queres que o corpo recupere?

:)

Moscatel aos 9,5 km!!! Só faltava umas Tortinhas de Azeitão e era a cereja no topo da prova.

:)

Domingo lá estarei a ver-te correr mais uma Maratona. Esta meia da Marinha Grande a pouco de uma semana da grande prova não vinha nada a calhar, mas dizer isso a um Pára que não pára, é o mesmo que não dizer nada.

:)

Abraços

António Almeida disse...

Olá Joaquim
foi sem dúvida uma prova a repetir, pela diferença e pelos organizadores.
Boa meia e domingo lá estaremos.
Até lá.
Abraço.