segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Meia Maratona da Moita


Boa jornada esta da Moita, corrida e convívio familiar.
A Meia Maratona da Moita, como todas as outras da mesma dimensão nesta altura da época serve para encher em número de kms com o objectivo de chegar à Maratona do Porto na melhor condição possível em termos físicos, ainda não sei se é a melhor opção pois muitas competições, (em tão pouco tempo), com quilometragem a rondar os 20kms ou mais também deixa algum desgaste, o que para a minha idade não abona a meu favor. Mas também sei que não tenho alternativa, pois se também quero estar lá estes passos têm que ser dados.
E a Moita veio dar-me alguma tranquilidade, sem forçar nada deixei-me ir rolando sem grande esforço, 5,30m ao km nos primeiros 10kms, na segunda metade ouve uma pequena quebra que considero normal pois o percurso sofre um pequeno agravamento de dificuldades refletindo-se naturalmente na média final alcançada (5.36m). o curioso é que foi nesta parte final que me senti melhor, tendo inclusivé ultrapassado muita "concorrência" que sentia ali dificuldades acrescidas na sua progressão, (2kms de subida suave).
O dia estava excelente e a espaços difícil, devido ao calor intenso que se fazia sentir sempre que o sol abrasador fazia a sua aparição, desta vez levei abastecimento extra, gel e água, para evitar os erros que tinha feito no Trail do Alqueva na semana passada.
Incrivelmente consegui o objecto para esta corrida que era de duas horas, (Tempo do meu Garmin, 2,00,29 para os 21,320kms do percurso, média de 5,36m km).
Os abastecimentos estavam nos pontos certos, aliás como em todas as edições, em quantidades suficientes e só é pena e ao mesmo tempo desolador observar tanta embalagem vazia de água espalhada ao longo das estradas em todo o percurso da prova, as organizações das provas de estrada têm também elas de começar a consciencializar os atletas que nelas participam da necessidade de acabar com este flagêlo, basta um alerta nos regulamentos e espalhar alguns contentores no km seguinte aos abastecimentos e anula-se ou reduz em muito aquele degradante aspecto que sendo mau para a própria Natureza também o é para a população que localmente se vê de repente invadida por tal poluição e falta de respeito.
Do mesmo modo quase que me atrevia a pedir desculpas a quem se viu prejudicado na sua vida quotidiana e sem o saber viu alterado os hábitos naturais do seu dia a dia. Estou a lembrar-me de uma Senhora vestida de preto que seguia a pé da Moita para o Rosário (3kms) porque durante a corrida foi totalmente cortado o trânsito automóvel e o Autocarro que serve aquela zona não podia circular, a Sra. levava 2 sacos de compras e uns sapatos com um tacão de média altura, corria e praguejava, aproximei-me e na brincadeira disse-lhe que se usasse uns ténis facilitava-lhe a vida, ela aceitou o repto e respondeu-me: "faltou-me a camioneta e tenho de ir fazer o almoço, estou muito zangada com vocês", perante isto só pude responder: olhe isto é só uma vez por ano e amanhã isto volta tudo ao normal, e ela continuou praguejando, remoento a sua mais que razão, quanto a mim segui o meu caminho pensativo tendo voltado a assistir à mesma cena no caminho entre o Rosário e Sarilhos, mas aqui já não me atrevi a meter conversa porque sabia já o que me esperava, de facto aquela passagem por Rosário é muito bonito para nós que corremos mas lá que prejudica muita gente lá isso prejudica.
À tarde fiquei pela Moita, almocei em casa de familiares e foi lá que comecei a recuperação para o que aí vem a seguir, a maioria vai dizendo que é até à Maratona do Porto, eu direi que é até à Maratona de Lisboa, assim as pernas e a ausência de lesões me ajudem.
Foto de Luís Carlos

16 comentários:

Vitor Veloso disse...

Olá Joaquim,
Mais uma Meia no saco ate ao Porto, seguindo-se Lisboa.
Com certeza ira completar as duas Maratonas, sem mazelas nem lesões.
Agora vemo-nos em Almeirim.
Abarco
Vítor

Fábio Pio Dias disse...

Grande Joaquim,

Isso é que é uma demonstração de coragem e valentia, fazer 2 Maratonas num espaço de um mês é arrepiante, eu por mim falo, mas acredito que com a sua persistência e determinação irá conseguir superar ambas as provas.

Um abraço e o desejo de bons treinos/corridas!

elis disse...

olá, joaquim!!!

parabéns!!!

realmente, várias provas em seguida acabam por desgastar muito o corpo, mas são uma boa oportunidade da fazer uns treinos de velocidade e resistência com companhia de outros atletas, e com apoio!

senti pela senhora tendo de caminhar tão levando as compras... e ainda teria de fazer o almoço!!!
mas nós, corredores, são tão boas essas aventuras!!!

você se saiu muitíssimo bem!!!
segurou bem o ritmo!!!

parabéns por mais essa conquista!!!

abraços!
elis
http://elismc.blogspot.com

Carlos Lopes disse...

Parabéns nosso pará, sempre em grande

Jorge Branco disse...

Não será um ET disfarçado de Para Que Não Para?
Ou esta a fazer provas por si e pelo amigo Fernando A. que anda a atravessar o “deserto”?

MPaiva disse...

Joaquim,

Deixo-lhe um grande abraço com votos de parabéns pela prova realizada e uma palavra de incentivo para o que falta de preparação para a Maratona do Porto. No dia 7 conto consigo ao meu lado!

abraço
MPaiva

José Xavier disse...

Olá Joaquim Adelino;

Sempre em forma e no bom ritmo até à maratona.
Sem dúvida fazer muitas provas seguidas em ritmo um pouco elevado não é muito aconselhado, mas terá depois durante a semana de compensar com um ritmo mais lento.

Gostei de ler a atitude da senhora vestida de preto...afinal poderia ser uma futura candidata ao pelotão, se não fosse o peso do saco das compras!!...

Bons treinos e Um abraço amigo, dos Xavier's

Meu caro a Xistarca com a Câmara Municipal de Torres Vedras está a organizar no dia 17 de Outubro , a Taça dos Clubes Campeões Europeus de Estrada e a Prova do Bicentenário das Linhas de Torres. É a primeira vêz que vão organizar esta prova e não sei se é para continuar, espero bem que sim !
É um traçado lindo que vai ter esta prova, piso de asfalto e um sobe e desce interessante, para os 15 km de corrida.
É pena que não possamos participar, porque só à poucos dias tivemos conhecimento, pois a prova vai mesmo passar na aldeia que nos viu crescer ( Runa).
Se tiveres interessado participa e vais ver que decerto vais gostar de uma linda região, bem perto de Lisboa.

joaquim adelino disse...

Amigo Xavier, já está na minha agenda, queria fazer a Meia Maratona mas parece-me que essa prova só é reservada à competição oficial.
Assim vou participar na prova dos 15kms. Lembrar-me-ei de vocês.
Abraço.

Filipe Fidalgo disse...

Amigo, Joaquim.
É sempre um prazer reve-lo nestas andanças. Desta vez parece que enganou o Comando, ou então ficou a poupar energias para Almeirim.

Um grande abraço e até à Sopa.

Beijinhos à Susana e Um abraço ao Daniel.

Anónimo disse...

Olá Joaquim
pois correndo por trilhos não chateamos quase ninguém, ainda assim não pude deixar de reparar que na maioria as gentes da Moita e arredores estiveram muito acima do que costumamos ter em outras provas, nada de carros a apitar...
Boa prova/treino, claro que depois da Invicta vem Lisboa, aliás para Lisboa já estou inscrito, para a Invicta ainda não...
Abraço.
António Almeida

Mário Lima disse...

Joaquim

Se falasses de novo a essa segunda senhora dos inconvenientes resultantes da prova, irias de novo meter-te num grande Sarilho, não sei é se se seriam Sarilhos Grandes ou Pequenos.

:))

Desta vez não te fiz companhia, nem tão pouco fui à rova que me tinha inscrito pois os anos do meu neto falaram mais alto.

Uma prova sempre em crescende e fazer duas Maratonas em 2 meses (estive a ver na lateral e não vi lá a Maratona no Algarve, sinal que já lá não vais), requer uma boa preparação física.

Lá nos encontraremos em Almeirim.

Abraços

luis mota disse...

Olá Joaquim!
Mais uma bela prova a caminho da maratona do Porto.
Espero que a preparação continue até à invicta.
Gostaria de ir a Torres Vedras mas não vai dar. Assim estaremos em Almeirim para o último teste.
Boa semana,
Luís Mota

Jorge Branco disse...

Amigo Joaquim Adelino lembrei-me, agora, o quanto a língua Portuguesa é traiçoeira!
Já imaginou se em vez da MEIA MARATONA DA MOITA, fosse A MEIA MARATONA NA MOITA!

joaquim adelino disse...

HeHeHe, amigo Jorge essa na Moita eu já não consigo fazer, já me falta a força e o estofo, por isso prefiro o 1º termo, pode crer, é onde me sinto mais à vontade, que vontde de rir!!!!!!
Abraço.

ana paula pinto disse...

Passei para deixar um beijinho
Paula

joaquim adelino disse...

Obrigado amiga Paula, outro para si