sábado, 28 de agosto de 2010

De férias e de regresso ao trabalho.



E pronto, acabaram-se as "férias" e como elas foram curtas, 6 dias em plena Natureza, ali em Tengará (Sobrena) ás portas do Cadaval. Uma encosta bem verdejante onde imperava um pereiral bem apetrechado de suculentas peras, (da rocha, claro está, calor até fartar onde a brisa suportável estava ausente entre as 11 e as 16h.
Encosta acima encosta abaixo, ora enchendo ora vazando baldes carregados do precioso fruto que tem por destino a exportação, destas raramente as veremos nas bancas dos Supermercados, que desperdício sermos privados de tanta qualidade. Aqui, pouco falta para que os agricultores tenham ainda de pagar ás grandes superfícies para verem o produto de um intenso ano do seu trabalho ser escoado.
Ainda assim a recompensa, apesar de reduzida, ainda permite sonhar por dias melhores e ver finalmente um dia a recompensa de tanto esforço que um punhado de carolas teima em manter em defesa daquilo que a agricultura lhes permite ali fazer.
Apesar das dezenas de toneladas colhidas, Tengará não vive exclusivamente daquilo, o amigo José Pereira tem aquilo como uma ocupação de tempos livres (bem podia arranjar coisa melhor) mas com a ajuda da simpática mulher e dos 2 filhos consegue extrair daquela terra do melhor que existe em Pera Rocha.
Foi por isso que dicidi (e outros amigos também) gozar 6 dias das minhas "preciosas" férias apanhando peras e desfrutar daquele brazeiro que aqui e ali ia sendo atenuado com uns goles de água bem gelada enquanto não chegava a hora das soculentas refeições que a D. Ana nos preparava para retemperamento de forças.
No final da missão fica-nos a saudade daquele envolvente trabalho e fundamentalmente do convívio ali proporcionado nestes dias, para o Ano haverá mais e agora para mim é o regresso ao "trabalho".
Dia 30/8 é o regresso aos treinos após 3 semanas de pausa, vem aí a Corrida do Avante, S. João das Lampas e o Trail do Grande Lago, no Alqueva.
Ali estou eu a selecionar as melhores peras, o José Pereira e o seu tractor na recolha dos Maloques (penso que é assim que se diz) e o Carlos Gadunhas aproveitando uma pequena sombra ao mesmo tempo que ia fazendo a sua colheita.

8 comentários:

Filipe Fidalgo disse...

Amigo, Joaquim Adelino.
Pelo que li, vou finalmente ter o prazer de o cumprimentar pessoalmente na corrida do Avante, isto se a minha filhota Matilde, não fizer a surpresa de nascer nesse dia.

Um grande Abraço e até ao avante.

Fernando Andrade. disse...

Grande Adelino!
Isso é que foram umas férias...e peras.

Abraço
FA

José Xavier disse...

Caro Joaquim Adelino;

No regresso ao "trabalho" desejamos que tudo corra bem na próxima época. É que nem tudo são "peras doces".....!!

Um abraço dos Xavier's

Vitor Veloso disse...

olá Joaquim,
Ferias na colheita, espero que no final da época desportiva a colheita sejam umas boas "Perinhas".
Grande abraço

Anónimo disse...

como isto é possível...ate os reformados já têm ferias.
Estou cada vez menos actualizado
Um abraço e ate breve
Nando

Mário Lima disse...

Olá Joaquim

Ainda não foi desta que fui até «Tangará» participar na apanha da bela pêra rocha dos nossos amigos.

E pela extensão dos socalcos onde a pêra está, toda a ajuda é bem-vinda

Fica para uma próxima, pois estes nossos amigos bem o merecem pelo carinho e pela simpatia que ano após ano nos recebem, depois da prova na Ribafria, para um convívio na sua «Tangará».

Para o casal José Pereira, Ana e filhos, aquele abraço.

Para todos os companheiros que lá estiveram, de certeza foi cansativo mas como bem o dizes, fica aquela saudade após missaõ cumprida.

Abraços e lá nos veremos no Avante, não sei se na equipa, mas pelo sim pelo não, já me inscrevi individualmente.

luis mota disse...

Olá Joaquim!
Bela pêra-rocha.
Aí a qualidade é grande e imagino como serão saborosas.
Aproveito para enviar um abraço para todos os que participaram na “apanha” e que o Amigo Pereira consiga ver compensado o seu árduo trabalho.
Luís Mota

Jorge disse...

Fala Joaquim boa tarde me desculpe a demora mais as ultras treinos e competicoes estao me consumindo muito tempo e o pouco tempo que me resta tenho procurado descansar, muito obrigado pela força a Ultra dos Fuzileiros foi dura mais no final valeu a pena pois eu conseguir quebrar o meu recorde na prova.
Férias meu amigo é muito bom, só é uma pena que dura pouco e esse pouco temos que aproveitar bem ela não é mesmo e vendo as fotografias vc tirou uma boas férias é isso ae.

Bom final de semana e bons treinos,

Jorge Cerqueira
www.jmaratona