terça-feira, 22 de junho de 2010

Trilhos Loucos de Reixida, É este o Caminho


O convite surgiu do Vitor Ferreira, grande trailiano, organizador e colaborador exemplar deste tipo de provas e numa Semana dicidi participar nos Trilhos Loucos de Reichida, ali para os lados de Leiria.

Foi a prova ideal para quem tem na agenda a Ultra da Serra da Freita no próximo dia 27 de Junho e foram tantos aqueles que lá estiveram. Para os mais experientes e em especial aqueles que já conhecem a Freita estes Trilhos da Reixida são uma miniatura daquilo que vamos encontrar, mas mesmo assim não me conseguiram "atemorizar".
(Incrível, havia ali muito peixe)

O que me atemoriza, isso sim é a lesão no pé que ficou daquele conturbado "jogo" de futebol e que tarda em entrar nos eixos.

Na Reixida as dores eram ainda intensas e limitou-me bastante mas consegui concluir dentro dos planos que esperava, mas no final as dores eram dolorosas.

Depois de 5 dias parado esta prova veio na altura ideal e teve tudo o que desejamos numa competição deste tipo, traçado em pleno rio, escalada espectacular, descidas vertiginosas, subidas com grande grau de inclinação e prolongadas, trilhos, estradões, carreiros e também a falta deles, vistas espectaculares, grande apoio no terreno por elementos da
(O vencedor da Prova ao centro (TrotaMontes) organização, 4 abastecimentos de água, e um traçado geral muito bem deleneado e bem marcado (tão bem marcado que ainda assim ouve alguém que cometeu a proeza de se enganar), em que estavas a pensar Carlos?, enfim, não vou elogiar mais porque ainda corro o risco de estragar a prova, pois certamente que a Organização da Prova ainda não esgotou todas as potencialides que aquela região tem para continuar a apostar nesta maravilhosa competição, e que segundo já li a 2ª Edição já está dicidida, e eu certamente voltarei lá outra vez.
O José Moutinho faltou à chamada, certamente está a ultimar a sua Freita mas não se esqueceu de enviar um dos seus Corsários para vencer a Prova, na falta do seu nome (confesso que lhe perguntei o nome mas varreu-se), compenso-o publicando uma fóto sua que tirei antes do inìcio
(José Pereira, colega de Clube, 2º Clas. + de 60 anos.) da prova, pois o Serrazina vaticinou a sua vitória e não se enganou.

Eu e o amigo José Pereira representámos os Amigos do Vale de Silêncio tendo o Zé conseguido alcançar a 2ª posição no escalão mais de 60 anos.

Para os 15.900m fiz o tempo de 2,36,22h.

Segue-se a Serra da Freita já no próximo Domingo na distância de 70 kms, mentiria se dissesse que não estou apreensivo, mas retenho os conselhos que o Moutinho me deu em Lóbios logo após a minha desistência da Geira que me disse que ali é a mentalização, a auto disciplina e a boa gestão das suas capacidades físicas que vencerão aquela batalha.
Já sei que vou contar com mais um adversário, o pé, mas vou ter de ignorá-lo se quiser terminar.
No início ainda havia esta preocupação
Mais fotos aqui

9 comentários:

V. Ferreira disse...

Grande dia este, amigo Adelino.
Boa recuperação do pé e do atleta para a nossa Freita.
Um abraço e até sábado no Merujal.
V.Ferreira

José Xavier disse...

Joaquim Adelino;

Mesmo com o pé lesionado, não há quem o pare!!

Parabéns, força e sucesso na Freita.

Um abraço
Xavier

Susana disse...

Mas que louca aventura realmente!
Parte da prova feita dentro de água, ora aí está experiência que ainda não tive excepto as pequenas travessias em ribeiros nos Trilhos de Almourol que boas recordações me deixou.
Sempre com novos desafios em vista, assim levas esta tua actividade desportiva, e sem medo de falhar. Admiro-te! Porém atenção ao pé.
Muitos beijinhos da filha

António Almeida disse...

Força companheiro, que tudo corra pelo melhor na Freita.
Abraço.

Vitor Veloso disse...

Amigo Joaquim,
O “pára que não pára”, mesmo com o pé magoado não se fez rogar das dificuldades que iria encontrar, admiro muito pela força de vontade que tem em participar nas provas.
Agora muito descanso ficar melhor desse pé e enfrentar a Sr.ª Freita, com toda essa vontade.
Que tudo corra pelo melhor.
Forte abraço
Vítor

Carlos Pinto-Coelho disse...

Espectaculares fotos Joaquim !!!!
Mesmo com tantos enganos, fica o desejo de voltar lá. Trilhos loucos realmente "à la Vitor Ferreira" style. :))
Boa prova na Freita companheiro. Tino, cabeça e gestão de esforço são os ingredientes chave.
Um abraço e diverte-te.
Carlos Coelho

Filipe Fidalgo disse...

Olá, Joaquim.
Assim é que é, Pára até debaixo de água.
Que as noticias da Susana lhe deiam mais um infindável mar de motivação para enfrentar a Freita.

um grande abraço.

luis mota disse...

Olá Joaquim
Uma boa preparação para o próximo fim-de-semana.
Espero que recupere da lesão e que tenha uma excelente prova no domingo.
Grande abraço,
Luís Mota

Mário Lima disse...

Joaquim

Tu és louco? Então com um trambolhão daqueles e a ficares seriamente lesionado a "jogar à bola" vais-te meter numa prova destas? Ah, já sei porque é que eram os Trilhos Loucos de Reixida, era uma prova a ti dedicada.

:))))))))))))))))

Ainda bem que gostaste, que o rio te fez bem e que foi uma prova bem estruturada e o facto do Carlos se perder, ele é como eu, põe-se a olhar para onde não deve e quando dá por ele as fitas já eram.

:)

Uma boa prova na Freita e dá um abraço ao "centurião" Moutinho da minha parte. Ele sabe a razão.

Abraço e toma cuidado contigo ó Pára! Que tudo vos corra bem.