terça-feira, 18 de maio de 2010

Meia Maratona da Areia, Costa da Caparica 16/7

Foi das Meias Maratonas que já fiz aquela em que me apresentei na linha de partida sem qualquer preocupação e sem a noção exacta que iria correr aquela distância. A minha atenção estava mais virada para o que vinha a seguir à corrida e não propriamente naquilo que iria fazer nas 2 horas seguintes.
Como tinha estado na edição do ano anterior e tinha também feito ali um treino há 15 dias atrás estava confiante que iríamos encontrar um piso de areia bem agradável de fazer. Puro engano, desde o início começámos a encontrar bastantes sulcos na areia, poças de água corrente e areia demasiado molhada e por vezes solta, era um serpentear constante na procura de do melhor piso, nos primeiros 3 kms ia na companhia do João Meixedo a um ritmo supersónico, 5,20m por km, verifiquei ali que estava a "travar" o João e disse-lhe para ir embora e tentar ainda apanhar o Vitor Dias que ia ali um pouco à nossa frente e assim abalou, parece-me que nunca o chegou a apanhar, (fartei-me de rir ontem ao ver um vídeo do Jorge Branco quando ele ia a chegar à meta o esforço que fez na tentativa de chegar primeiro que a Analice, não o conseguiu, e devo dizer para o tranquilizar que não é facil bater aquela mulher, eu já me resignei à muito. A partir da altura em que fiquei sozinho tranquilizei num ritmo mais a condizer comigo e com as minhas capacidades e lá fui indo na busca do melhor caminho pouco importando se já tinha os pés molhados ou não. De vez em quando soprava uma brisa de ar fresco vindo da esquerda ali na zona da Fonte da Telha quando ainda íamos a caminho do retorno, pensava eu que se viese acompanhado de um pouco de chuva vinha mesmo a calhar, mas o céu estava limpo e nada podíamos esperar dele. Os 2 kms finais antes do retorno foram tramados, forte enclinação da areia e rebentação das ondas mesmo junto aos nossos pés, o corredor estreitou e só por sorte é que conseguimos evitar o choque entre os que já vinham de regresso e aqueles que ainda corriam para lá, havia alternativa, era correr na areia solta mas ninguém se sentia capaz de correr fosse o que fosse num sítio daqueles, (imaginem Melides/Tróia nos primeiros 5/6kms que são exactamente assim), aproveitei o abastecimento nos dois sentidos aos 10kms na ida bebi água e comi fruta e no regresso comi apenas fruta, abstive-me na água, havia lá pouca e ainda faltavam muitos amigos passar por lá e eram aqueles que mais necessitavam (infelizmente nem todos pensaram assim e só espero que a água tivesse chegado para todos.
Após o retorno que bem soube apanhar com o fresquinho da brisa que começámos a apanhar pela frente, em alguns momentos era um vento forte mas eu não me importava, preferia isso a levar com o sol intenso que já se fazia sentir com alguma intensidade, eu já aproveitava todas as poças de água para refrescar os pés mas isso foi-me fatal, os pés começaram a ficar soltos dentro dos sapatos e daí até começarem a aparecer as bolhas foi um instante devido à fricção constante das partes mais sensíveis dos pés. Aos 15 kms voltei a parar para abastecer e que bem me soube aqueles pedaços de laranja e água, após retomar a corrida observa-se o local da meta ali tão perto do olhar e tão longe na distância a percorrer, o espaço à nossa frente continua só areal e em ligeira curva à esquerda, ia mentalmente calculando km a km pelos casebres (mal) espalhados ali por cima das Dunas, preferia isso do que olhar constatemente para o meu Garmin onde parecia que os kms nunca mais acabavam. Aos 20 kms uma boa surpresa e uma inovação em relação ao ano anterior, estava ali mais um abastecimento, em cheio, onde mais necessitamos para enfrentar aqueles terríveis metros finais até à meta, Também por isto e por esta sensibilidade demonstrada a Organização da prova provou que é conhecedora das incidências da corrida e do apoio e respeito que os atletas lhes merecem.
Na Meta mais uma agradável surpresa, a quase totalidade dos amigos Cyberuners que haviam chegado antes de mim estavam ali junto à linha à espera que chegasse, alguns já com uma "seca" de 45m, mas ali estavam eles e que alegria me deram, não era necessário mas encheu-me a alma, tanto que me fizeram rir de satisfação ao cortar o risco de chegada quando me apetecia era chorar por ter ali aquela malta toda à minha espera e conseguido ultrapassar mais este obstáculo tremendamente difícil já em grandes dificuldades.
O banho retemperador que se seguiu curou as feridas, só não curou mais uma enorme bolha no pé direito, mas estou convencido que atè à Geira isto irá ser debelado.
Outra surpresa me aguardava, o Mário Lima traz-me a notícia que eu tinha alcançado o 3º lugar no meu escalão, eu que nem sabia que o meu escalão tinha prémios, mas soube bem subir ao pódio, já perdi a memória em que isso aconteceu numa grande competição, ainda não vi mas se calhar também havia só 3!!!
Uma pequena referência à minha prestação:2,04,38 para os 21,200kms do percurso,"só" mais 14 minutos que a edição do Ano passado. uff.
Apenas um senão, é verdade que estava no regulamento que a destribuição dos prémios se faria a partir das 13,30h, mas não havia necessidade, 3 horas depois ainda vinham as classificações a conta-gotas. Numa prova já com estas dimensões e com tendências para crescer muito mais impôe-se mais celeridade. Isso foi notado e registado pelo responsável e Director da Prova Eduardo Santos que prometeu já para a próxima Edição um controlo electrónico por forma a que as coisas possam correr bem melhor. Esta excelente prova, única do nosso Calendário de corridas só tem a ganhar.
Fiquei muito contente pelo excelente comportamento da nossa equipa, onde todos sem excepção estiveram brilhantes. Ainda temos de recomendar ao nosso novo Administrador que registe esta patente antes que alguém se lembre e nos passe a perna, eheheh.
Até já para o almoço Convívio.
Ver mais fotos aqui

11 comentários:

Otília disse...

Olá Joaquim
Espero que játenha a recuperado de toda a azáfama que foi organizar o nosso III encontro de bloggues, agradeço toda a sua atenção e carinho com que presentou todos.
Eu pessoalmente como estava a pensar que seria horrivel correr em tanta areia, até não achei muito mal!
Mas eu fui num ritmo mesmo muito confortável poupei-me o mais possivel, mesmo assim também tenho 1 unha quase a cair o que não é nada bom nesta altura da semana.
Uma boa recuperação e até sábado para palmilharmos aqueles caminhos
tão maravilhosos.
Otília

Vitor Veloso disse...

Joaquim,
Boa prova esteve muito bem, com a sua chegada a meta com todos os CyberRunners aplaudirem como agradecimento por todo o esforço dispensado para nos proporcionar um bom convívio, parabéns ao organizador.
Ate sábado em Amares.
Grande abraço
Vitor Veloso

António Almeida disse...

Olá amigo
esteve tudo excelente e melhor que ver a Susana pela 2ª vez no pódio depois da vitória de há um ano só mesmo ter visto também o "pára" no pódio.
Parabéns pela prova e pelo dia com que a meias com o nosso bardo Andrade nos presentearam.
Até sábado.
Abraço.

Mário Lima disse...

Joaquim

Desde já os meus Parabéns por toda a logística, mais o Fernando, com que nos brindaram neste III Meeting Blogger, que foi perfeita.

Parabéns também pelo teu 3º lugar. É merecido pois se nele ficaste é porque os outros atrás de ti ficaram., elementar meu caro Joaquim.

:)

Sobre a prova já disseste tudo, há que a organização tirar as naturais conclusões para que a próxima seja sempre melhor pois quanto menos erros houver maior será a satisfação de quem nela participa.

Quanto a nós lá estaremos no Sábado de partida para aquela que para nós será a maior prova até agora feita, 50km não serão pêra-doce mas o Pára&Comando estará lá pró que der e vier.

Abraços!

José Alberto disse...

OLá Joaquim,

Parabéns pela sua prova, pelo resultado alcançado e os meus agradecimentos pelo trabalho que teve em preparar este III encontro.

Espero que os convidados tenham estado à altura de modo a que o Joaquim tenha sentido que o seu trabalho não foi em vão.

Um grande abraço e até uma próxima oportunidade.

José Alberto

Filipe Fidalgo disse...

Olá, Joaquim.
Muitos Parabéns pelo Pódio de Domingo, Que acentou certinho de Páraquedas a quem mais o merecia, O Verdadeiro Pára.
Um grande Abraço e que tenha uma Grande prova na Ultra de Geira.
Filipe Fidalgo

Duarte Gregório disse...

Boas,
Pelas fotos dá para perceber que foi um agradável convívio.
Abraço

Jorge disse...

Grande Joaquim pelo seu relato aqui no Blog essa prova com certeza é muito boa de se correr hein, boa sorte amigão...O pódio nessa prova ficou showww
Bons treinos,

Jorge Cerqueira
www.jmaratona.com

JOSÉ NARCISO disse...

Olá Joaquim!!!
Parabéns pela excelente prova efectuada!!!
Que bom vê-lo no pódio!!!
Voçê já o merecia.
Cumprimentos
José Narciso

Manequinho Correia disse...

Uma prova dessas na areia nao deve ser mole não. Tive a oportunidade de fazer uma prova similar (Interpraias Bertioga 25k) há uns dois meses e a coisa foi bem difícil.. Bem mais do que eu imaginava... Parabéns pela conquista..Abracao...

JOSÉ LOPES disse...

Olá Joaquim

Parabéns pelo prémio, apesar de ter sido apanhado de surpresa.

Correr 21 km na areia é complicado(pelo menos para mim)

Pelo que vi nos blogues toda a organização da equipa Cyberunners deve ter sido muito trabalhosa, mas quem gosta das corridas,e faz isto com gosto, estas acções não cansam.

Boa Geira Romana

com os cumps
J.lopes