segunda-feira, 27 de julho de 2009

Ultra Maratona Melides/Tróia


Depois da última curva na areia observo a 1km a baliza da chegada, tinha deixado para trás 42 kms, mas aquele último km foi muito penoso e difícil, areia muito solta num plano muito inclinado e ainda por cima com as forças completamente esgotadas. Valeu-me ali a companhia do Daniel, que mesmo sem treinos, me foi esperar perto dos 37 kms.

Mas para chegar ali outro tormento tive de suportar, os primeiros 5 kms foram percorridos junto à rebentação das ondas devido à forte inclinação do areal e ao facto da areia estar seca e muito solta tornando muito difícil a progressão, optei por correr junto à agua enfrentando a permanente rebentação das ondas que por vezes me provocavam o próprio desequelíbrio ao ser atingido pelas vagas que chegaram por vezes à altura dos joelhos, agravado ainda pelo permanente sobe e desce que naquela zona junto ao mar tivemos de enfrentar. Mesmo assim os pés enterravam na areia embora com menor intensidade, felismente aquele duro traçado começou a melhorar a pouco e pouco e permitiu uma ligeira recuperação, os rins deixaram de me doer e as pernas começaram a responder melhor.

Um pouco mais à frente começo a avistar um grupo de 4 companheiros de aventura de entre os quais ia o querido amigo Fernando Andrade, lentamente aproximei-me deles tendo o Fernando apresentado os seus amigos e aproveitado para tirar ali mesmo umas fótos, depois segui com o meu andamento até ao 1º abastecimento que estava ao km 28,5. Aí fiz uma pausa no andamento, andei um pouco aproveitando para me hidratar tendo reatado a corrida pouco depois. Por volta dos 35 kms volto a encontrar o Fernando com um dos amigos, já em grandes dificuldades, ainda tento que viesse mas logo me disse que já não dava mais, então segui com o amigo mais alguns kms que me disse que queria concluir antes das 5 h. de prova. Entretanto o Daniel aparece em bom ritmo vindo da meta para me acompanhar naqueles últimos kms. que ele sabia serem bem duros.

Naquela ponta final ainda andei por duas vezes por breves momentos, para me hidratar e foi assim que de repente visualizo numa das muitas curvas a baliza de chegada, mas eu sabia que aquele km final ia custar tanto como os 42 que tinham ficado para trás todos juntos. Já perto do final vejo a Susana a correr ao meu encontro preocupada porque eu vinha a cambalear, mas este cambalear era mais provocado pela inclinação e a areia solta do que pelo cansaço que eu já à muito transportava. O acesso à meta com uma pequena enclinação fi-lo a andar e só o forte apoio e carinho dos presentes permitiram que ainda arranjasse forças para percorrer os últimos 50 metros em passo de corrida.

Nos últimos kms tive a ameça permanente de câmbrias na zona dos gémeos mas consegui concluir controlando a situação, mas foi difícil depois de concluir a prova, tendo inclusivo de receber assistência dos socorristas quando a Susana verificou que eu não conseguia resolver o problema.

Estou certo que esta penosidade final ter a ver com aquele troço inicial onde fomos chamados a um esforço tremendo para sair dali.

Entretanto foram chegando o Fernando Andrade e o António Almeida, aparentemente com melhor aspecto do eu, ambos merecem a minha admiração pois aventuraram se a fazer este desafio sem que tivessem feito uma preparação adequada para esta competição.

Durante o percurso íamos tendo em algumas praias o apoio do Daniel, da Susana, e da família do António Almeida, da Isabel e da Vitória. Como não era permitido darem-nos qualquer abastecimento iam incentivando e sabendo da nossa condição física.

Após a chegada a organização foi extremamente atenciosa para todos os que iam terminando a prova, demonstrando um grande respeito pelo esforço que todos acabaram por passar, o rigor imposto a todos de auto-abastecimento foi compensado no final, não nos faltou nada, fruta diversa, água, sumo, assistência médica, e carinho, muito carinho demonstrado por quantos estiveram por detrás desta excelente organização.


22 comentários:

Ricardo Baptista disse...

Amigo Joaquim:
Parabéns por ter conseguido este feito. A dureza dos quilómetros finais... é mesmo assim, se fosse fácil não tinha a mesma piada.
Agora é recuperar bem e pensar na próxima, talvez de estrada...
Eu fiquei com vontade de fazer este raid.
Um abraço.

Fábio Pio Dias disse...

Parabéns Guerreiro Joaquim!

Que brilhante relato fez desta prova herculeana, fazer uma Maratona é um limite à superação ao limite humano, quanto mais uma Ultra ainda por cima feito na areia, debaixo do sol e calor. Agora umas merecidas férias!

Um abraço!

MPaiva disse...

Joaquim,

É com grande alegria que leio este relato e que tomo conhecimento do sucesso da sua participação nesta fantástica prova.

O resultado alcançado é excelente a todos os níveis. Não só consegiu chegar ao fim, como fê-lo com um belo desempenho no seu grupo etário!

Como diz o nosso amigo Ricardo, são as dificuldades que sentiu e a bravura que demonstrou para as ultrapassar que dão um sabor especial ao sucesso alcançado.

Muitos, muitos parabéns!

abraço
MPaiva

Fernando Andrade. disse...

Grande Adelino!
Parabéns pela entrada no "reino dos ultras" com um brilharete destes.
E olha que, quando te vi, no início, não pensei que fosse para me dares o " bigode" que deste, eheh.
Ainda estou a fazer a minha estória que, como diria o "Estripador", vamos por partes.
Grande abraço.

Carlos Lopes disse...

Olá Joaquim

Os meus parabéns... raça de um pará

JOSÉ LOPES disse...

PARABENS

É uma sensação indescritível para quem lê o que se passou nessa "aventura" (quase que me vieram as lágrimas aos olhos)quanto mais para quem passou por ela.

Poucas pessoas conseguiriam um feito destes.

Descanso e férias que bem necessita.

Com os cumps
J.Lopes

Fabiana disse...

Parabéns!Mesmo com todos os desafios vc chegou!
Bons kms

Fabi

ns disse...

Parabéns Adelino

Que rapidamente as mazelas físicas sejam ultrapassadas e que apenas perdure na memória o gostinho especial que a superação deste desafio deve dar.

António Almeida disse...

Amigo
os meus renovados parabéns, teve um desempenho notável.
Foi um prazer ter a sua companhia antes e depois da prova, já que durante a mesma não lhe pus a vista em cima, mas ia sabendo como a prova lhe estava a correr graças ao apoio que a Susana, o Daniel, a Isabel e a Vitória nos prestaram.
Boa recuperação e umas boas férias.
Grande abraço.

rustman disse...

Parabéns!

... de certeza que hoje já está a achar que afinal não foi assim tão dificil e para o ano é que vai ser... :-)

bs disse...

Caro amigo Adelino:
Parabéns pela prova que efectuada ... salvo as devidas proporções ... foi uma prova à "Armstrong"!!!.
Parabéns,também, pelo relato da prova onde nos mostra a verdadeira fibra de um CAMPEÂO para vencer os difíceis 43 Kms.
Uma boa recuperação com umas merecidas férias!!!
Um abraço do
Braz sebastião

BritoRunner disse...

Parabéns Adelino excelente prova.

Bem vindo ao mundo dos ULTRA.

Desejo uma rápida recuperação, e até Óbidos (afinal só se corre 3 km de areia heheeh.

JCBrito

ana paula pinto disse...

Parabéns, amigo Joaquim.

Adorei as fotos. Pra dizer a verdade, até me emocionei...mariquices de mulher, certamente, mas a palavra "heróis", a nossa bandeira e o areal tão lindo, tocou-me.
Na areia só fiz o Correpraia, uns simples 14 Km, mas com a beleza que a nossa costa ocidental nos brinda.

Mais uma vez, parabéns!

Um beijinho com muita admiração
Paula

Mark Velhote disse...

Olá Joaquim,

Muitos parabéns! Bravo feito perante as grandes dificuldades que já eram esperadas!
Grandes campeões todos os que concluiram esta prova!

Um abraço

José Xavier disse...

Joaquim Adelino;
GRANDE PROVA!! PARABÉNS, chegar ao final foi bom e o tempo de prova foi excelente.

Agora as merecidas férias!
Um abraco amigo dos Xavier's

luis mota disse...

Olá Joaquim!
Não poderiam ser melhores as notícias da Ultra.
Fico contente com o sucesso alcançado por si e pelos companheiros participantes que muito admiro.
Votos de boa recuperação,
Luís Mota

JOSÉ NARCISO disse...

Olá joaquim!!!
Parabéns por mais uma conquista!!!
Excelente!!!
1 abraço
José Narciso

João Paulo Meixedo disse...

Parabéns pela coragem e pela prova.
Belo tempo, ainda por cima.
Parabéns.
ABraço

JP disse...

Parabéns, caro amigo.
São todos heróis. Abraço e boas férias

Mário Lima disse...

Olá Adelino

Pelo teu relato é de louvar tamanho esforço digno de Campeões que foram todos aqueles que completaram a prova.

Nota-se nas fotos o tremendo esforço e se o sonho comanda a vida, já lá diz o poeta, ele foi concretizado pois a meta é para quem a conquista com esforço e dedicação como tu e todos os outros o fizeram.

Agora vem o descanso merecido. Aproveita-o bem pois sei que na próxima época (se calhar comigo a teu lado) mais suor, mais cansaço, mais provas onde, mais uma vez, darás o teu melhor.

É desta argamassa que são feitos os 138 vencedores e tu estavas entre eles.

Abraço e para um Pára esta página.

http://www.geocities.com/Area51/5906/cancioneiro.htm

Mário Lima disse...

Adelino

Como deves reparar no endereço anterior falta o htm a seguir ao ponto do cancioneiro.

Este assim tb dá. Copy e paste no endereço e ouve a página a vós Páras dedicado.

http://www.geocities.com/Area51/5906/cancioneiro

Abraço!

Guy de Maupassant disse...

Prezado Sr. Joaquim,

Alio-me aos demais comentadores para lhe dar os parabéns pela façanha de completar tão exigente (quiçá hercúlea)prova.

Cumprimentos
RM