sábado, 3 de janeiro de 2009

MARAVILHAS DA NATUREZA

Hoje o nosso local de treino foi visitado por esta coisa linda que é sempre o Arco Íris.






O tempo estava calmo e eram 17 horas, a chuva tinha acabado de parar e deu-nos alguma tréguas para realizar-mos o treino programado, 10 kms. Ainda estávamos a comentar o aparecimento daquele fenómeno da natureza e ela já se ia esbatendo, como sempre a minha máquina fotográfica estava por perto e não perdi oportunidade. Gostava ainda de perceber e se ouver aí alguém que me esclarecesse, como é que aquele arco tão bonito é formado e a sua origem e significado. Para mim continua a ser um mistério.

13 comentários:

agrafador disse...

as gotas de chuva servem de prisma.E o que faz um prisma?Um prisma consegue decompor a luz.A luz é muito mais do que parece,os nossos olhos so captam uma pequena parte,não conseguem captar,por exemplo,infravermelhos como os que saiem dos comandos dos aparelhos.De qualquer forma a luz branca não é mais do que a combinação de todas as cores do arco-iris,quando a luz do sol encontra as gotas de chuva ela entra lá dentro e a forma da gota faz as diferentes cores separarem-se por terem diferentes comprimentos de onda,por isso são reflectidas como numa escala que corresponde a estes comprimentos de onda.Basicamente a luz entra dentro da gota e refracta-se,divide-se nas verdadeiras cores que a constituem porque a forma da gota faz-lhe isso.A forma do arco tem a ver com a posição da luz(normalmente o sol mas até se pode fazer em casa com um candeeiro)em relação às gotas que servem de prisma.Por causa desta forma a biblia interpreta-o como o anel que celebra o pacto de Noé com Deus em como não voltaria a causar mais nenhum diluvio e é por isso que a igreija católica usa aneis nos casamentos chamados alianças,porque de acordo com ela celebra a aliança entre Deus e Noé.
Espero ter sido util e se a resposta não foi clara tentarei responder de forma mais acessivel porque tentei não ser muito técnico e mostrar ainda assim as partes importantes do processo sem entrar em pormenores mais complicados.

joaquim adelino disse...

Foi esclarecedor e agradêço-lhe os pormenores. Falta-me apenas saber onde se encontra a barreira,(se é que é possível) do lado de lá e do lado de cá.
Desculpe a ignorância, mas quando ele voltar a aparecer gostava de saber o que estou a ver.
Obrigado.

agrafador disse...

não existe uma barreira porque se trata de uma imagem espectral,como um holograma,por isso não existe verdade na lenda irlandesa do pote de ouro enterrada por um duende no fim do arco-iris,porque a posição dele depende muito da posição de quem observa em relação à fonte de luz,neste caso o sol e é por isto que por vezes se chegam a formar dois arco-iris,um por cima do outro.A forma total do arco-iris é um halo,uma argola,é claro que só vemos metade por causa do chão mas se imaginarmos um hipotético vazio o que acontece é que o feixe de luz vai abrindo e fazendo o tal efeito de prisma nas gotas de água ao longo do "cone" que forma o seu feixe.

joaquim adelino disse...

Como adoro muito a natureza fico mais enriquecido com o conhecimento que me foi facultado, permite também desmistificar também a relação com a bíblia,(que me perdoem os católicos, porque eu também o sou mas sem o praticar) já que de há muito os dilúvios não têm fim e o arco íris continua aí e bonito como sempre.
Obrigado.

BritoRunner disse...

Nesta época é sempre bom realizar um treino com uma pausa na chuva e se for com um arco iris melhor.

Desejo mais uma vez um Bom Ano de 2009 e desta vez tenho um desafio para si, passe no meu blog.

Abraço Desportivo

JCBrito

agrafador disse...

o diluvio biblico teria submergido toda a terra conhecida e o arco-iris, na tradição católica, é a forma das pessoas se lembrarem da aliança que jamais tal voltaria a acontecer.Existem muitas explicações religio-mitológicas para coisas que nos chegam hoje em dia e a maior parte das pessoas não sabe onde teve origem,como o receio de passar por baixo de escadas ou mesmo a verdade acerca do natal e porque se monta a árvore.

Fernando Andrade. disse...

No céu cinzento um arco colorido
De uma policromia encantadora.
Pasmou-se com a magia, convencido
Que a Natura se ajeita p’ra pintora.
Que fenómeno passou despercebido
A esta “cabecinha pensadora” ?
Falhou, por certo, algum seu professor
P’ra ter resposta num... “agrafador”

agrafador disse...

Conhecer é sempre mais do que um simples indagar,é unir universos desavindos na ousadia do perguntar,transpondo a caverna alegórica elimina-se toda a teoria rétorica que possa apenas atrapalhar,deixam-se os factos,que são em si a magia dos actos,que a natureza faz para nos impressionar,tudo isto de uma forma tão simples como simples é o acto de...agrafar

João Meixedo disse...

Que o pote de ouro seja um ano cheio de corridas.

luis mota disse...

Tal como o Adelino também admiro estas maravilhas da Natureza.
O Colorido no Céu torna a paisagem encantadora.
No local de treino motiva a corrida!
Forte abraço,
Luís Mota

Jorge disse...

Meu amigo Joaquim, que espetáculo que a Natureza contemplou vcs nos treinos hein, Parabéns!!!
Uma boa semana,
Um abraço.
JORGE CERQUEIRA
www.jmaratona.blogspot.com

Duarte Gregório disse...

Sabia que o arco íris é uma ilusão óptica devido à humidade no ar, mas depois de ler o comentário do agrafador fiquei muito mais elucidado.

Carlos Lopes disse...

linda a imagem aaqui representada. Bom correr onde o ar tem vida. Abraços